Como estudar Direito Constitucional para concurso?

Seja você um concurseiro iniciante ou expediente, sempre terá que reservar tempo para revisar os principais temas que envolvem a Constituição brasileira.

Reunimos aqui algumas dicas de como estudar Direito Constitucional para concurso para que você tenha sucesso nesta sua jornada para ingressar na carreira pública.

Não à toa, esse é um dos temas mais complexos e dominá-lo pode garantir a sua aprovação no concurso desejado.

Sumariamente, o Direito Constitucional provém da Constituição Federal de 1988, que é a base de toda a organização do nosso país, sendo uma das disciplinas básicas dos concursos públicos.

Será que tem uma maneira correta de estudar Direito Constitucional para concurso? Acompanhe este artigo até o final e descubra!

Veja também: Quem tem nome sujo pode fazer concurso?

Por que o Direito Constitucional é tão importante nos concursos?

Como dissemos, o Direito Constitucional é a área que está relacionada ao que está disposto na Constituição Federal, também conhecida como Carta Magna.

Nela, estão dispostos todos os direitos, deveres e bases do ordenamento jurídico do nosso país, além de ser a base de diversas outras vias da ciência do Direito.

Eis aqui a principal importância de estudar o Direito Constitucional de forma correta: conhecer a base do ordenamento do país.

Além disso, se você dominar esse conteúdo terá maiores chances de acertar as questões de outras disciplinas, como por exemplo, Direito Administrativo e Direito Tributário.

Contudo, sei que você está aqui para aprender como estudar Direito Constitucional para concurso da forma correta e ter um resultado melhor nas provas. Certo?! Vou te explicar!

Aprenda como estudar Direito Constitucional para concurso

Infelizmente, quero lhe dizer que não existe um caminho mais fácil ou mais curto ao estudar Direito Constitucional.

Antes de tudo, é importante lembrar que esse tema é bastante extenso e pode ser maçante, caso o estudo seja planejado de forma errada.

Contudo, existem alguns macetes de como estudar Direito Constitucional para concurso e estar à frente dos seus concorrentes. Leia as dicas a seguir e saiba mais.

Estudo dirigido 

Uma das principais dicas de como estudar Direito Constitucional para concurso é ter um objetivo.

De modo geral, o estudo dirigido é aquele focado na carreira pretendida e no que o órgão exige nas provas. Assim, você estuda de forma direcionada às necessidades da sua avaliação, sem perder tanto tempo.

Por isso, o melhor é que você leia o edital, caso ele já tenha sido publicado. No contrário, busque as provas anteriores e observe o que foi cobrado, estudando os temas abordados.

Assim, você consegue ter um direcionamento muito maior do que focar e de como irá organizar o seu ciclo de estudos.

Conheça a banca examinadora do seu concurso

E por falar em direcionamento, outra dica de ouro de como estudar Direito Constitucional para concurso público é conhecer a banca examinadora do exame que você vai participar.

Não é segredo para ninguém que cada banca tem o seu próprio método e maneira de cobrar o Direito Constitucional.

Na Fundação Getúlio Vargas (FGV), por exemplo, os assuntos mais cobrados em Direito Constitucional são os seguintes:

  • Direitos e Garantias Fundamentais;
  • Organização do Estado;
  • Disposições Gerais sobre a Administração Pública e servidores públicos;
  • Organização Político-Administrativa do Estado;
  • Remédios Constitucionais.

Além dos temas, é importante que você verifique como a banca cobra, se ela prefere letra de lei ou aplica de forma interpretativa.

Por isso, todo o cuidado é pouco ao estudar o Direito Constitucional para concursos.

Tenha em mente o perfil do concurso pretendido 

Um dos grandes erros dos concurseiros ao estudar Direito Constitucional é não pensar que as bancas cobram a disciplina voltada para as atribuições do cargo pretendido.

Por isso, quanto mais focado for o seu estudo, melhor será o seu desempenho nesta disciplina.

Por exemplo, se o seu concurso é do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), as questões terão foco nos Direitos Sociais dos Trabalhadores e Justiça do Trabalho.

Caso o seu concurso seja voltado para a carreira policial, por exemplo, Polícia Militar, provavelmente você encontrará temas como Defesa do Estado e das Instituições Democráticas, tal como assuntos voltados para a Segurança Pública.

Lembre-se: quanto mais focado for o seu estudo do Direito Constitucional, melhores serão os seus resultados na prova.

Literalidade da CF/88

Essa é uma das dicas mais importantes para quem estuda para concursos: você não precisa estudar, ler e anotar toda a Constituição Federal. Mas como assim?

Como disse, é fundamental que você saiba o que geralmente cai no seu concurso, para que possa ler somente o que é pertinente para o seu caso e o que foi cobrado em provas anteriores.

Se você observar, as bancas possuem um padrão na cobrança dos temas e, se estiver atento, saberá quais os assuntos mais comuns, estudando de forma assertiva, e isso inclui tanto a jurisprudência quanto a doutrina.

Foque na memorização 

Por último, mas não menos importante, você deve focar na memorização do que foi estudado, seja por meio da resolução de questões, resumos, simulados, mapas mentais e até mesmo flashcards.

Aqui, defina qual é o melhor método de aprendizado para que você aprenda com facilidade e não esqueça os conceitos.

Espero que você tenha gostado de saber como estudar Direito Constitucional para concursos. Sucesso em sua jornada!

Aqui no Syd Concursos apresentamos diversas informações para ajudar os concurseiros nos seus estudos. Boa sorte!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.