Quem tem nome sujo pode fazer concurso?

A carreira pública é sonho de muita gente, tanto que os concurseiros treinam vários anos até conseguir a sua oportunidade profissional. Dentre as regras, algumas pessoas têm dúvidas se quem tem nome sujo pode fazer concurso. O que será que diz a lei?

Sabemos que os concursos públicos são considerados a chance de muitas pessoas mudarem de vida, principalmente a vida financeira.

Junto com a oportunidade profissional, a estabilidade e bons salários vem a possibilidade de eliminar dívidas e buscar outras realizações. De acordo com um levantamento da CNN Brasil, cerca de 62 milhões de brasileiros estão com o nome sujo.

Agora, imagine ficar por dois ou três anos e, quando for aprovado, uma dívida em seu CPF impedir a sua nomeação. Como você se sentiria?

Elaboramos esse artigo aqui no Syd Concursos justamente para trazer a resposta para a pergunta principal: quem tem nome sujo pode fazer concurso? Vamos descobrir!

Leia também: Qual a melhor cidade da Região dos Lagos para morar?

Mas afinal, quem tem nome sujo pode fazer concurso? 

Se você deseja fazer concurso, mas ainda não sabe poderá assumir por ter uma pendência em seu CPF, a resposta é: depende.

Conceitualmente, o “nome sujo” é o fato de possuir dívidas em aberto registradas em seu CPF, seja por crediários, mensalidades, financiamentos ou até mesmo cartões de crédito.

Entretanto, as dívidas não são impedimento para que o concurseiro possa fazer concurso e tomar posse no cargo público.

Assim, é importante dizer que o que impede o candidato a tomar posse no concurso público é o não cumprimento de algum dos requisitos básicos para a investidura do cargo.

Apesar de a resposta parecer simples para uma afirmação de que sim, quem tem nome sujo pode fazer concurso, mas as coisas podem complicar um pouco. Você entenderá com facilidade.

Requisitos básicos para ingressar em cargo público

Bom, agora que você já sabe que quem tem nome sujo pode fazer concurso, vamos falar sobre os requisitos para assumir sua vaga.

De modo geral, a investidura no cargo é o momento da posse, onde você irá apresentar todos os seus documentos pessoais, fiscais e exames médicos, para assim assumir o cargo e começar a trabalhar. 

Claro, cada concurso público e cada edital possui os seus requisitos básicos. Contudo, você encontrará como os principais, estando presentes em toda seleção:

  • Ser brasileiro; 
  • Estar em dias com as obrigações políticas;
  • Estar em dias com as obrigações eleitorais, ou seja, não possuir pendências na Justiça Eleitoral ou TRE;
  • Estar em dias com as obrigações militares, caso o candidato seja do sexo masculino; 
  • Ter idade mínima de 18 anos no momento da posse;
  • Possuir aptidão física e mental para exercer as atividades referentes ao cargo;
  • Possuir o nível de escolaridade mínimo exigido para o cargo.

Contudo, algumas instituições bancárias, como o Banco do Brasil, têm como pré-requisito para a posse em qualquer um dos cargos o nome limpo, ou seja, sem restrições. Ou seja, no caso da instituição quem tem nome sujo pode fazer concurso, mas não poderá ser admitido.

Por isso, o mais adequado é que você leia o edital do concurso público com bastante atenção antes de fazer a prova, para não ter nenhum tipo de surpresa desagradável no momento da posse.

E quanto à investigação social das carreiras policiais?

E para aqueles que desejam exercer carreiras policiais ou militares, fica a mesma pergunta: quem tem nome sujo pode fazer concurso? O que acontece na investigação social?

A investigação social é a etapa do concurso que verifica a idoneidade do candidato em sua vida pregressa, ou seja, antes de ingressar no órgão público.

Aqui são consideradas as investigações criminais, pessoais e até mesmo econômicas, e é justamente nesta etapa que pode acontecer a análise do CPF e das dívidas em aberto no nome do candidato.

Ou seja, se o candidato possui nome sujo e presta concurso para carreiras como Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF), ele pode ser eliminado na investigação social.

Entretanto, nem tudo está perdido. É possível que você tome posse no cargo, desde que a sua situação seja regularizada junto aos órgãos de proteção de crédito.

Um dos maiores órgãos é o Serasa e você pode consultar a situação do seu CPF e as dívidas em aberto em seu nome, além de poder negociá-las com desconto.

Sendo assim, se você foi convocado para tomar posse em algum cargo público, mas está com nome sujo, terá 30 (trinta) dias para regularizar a sua situação e então assumir sua vaga.

Veja também: Como ser aprovado em concurso público

Como saber se tenho o nome sujo?

Se deseja saber se tem nome sujo ou dívidas em aberto em seu CPF, você pode consultar a sua situação no site do próprio Serasa Experian.

Para consultar, basta fazer um cadastro com os seus dados pessoais e verificar a situação das dívidas, de forma gratuita.

Contudo, a melhor opção para não ter problemas com restrições e perder a oportunidade de tomar posse no cargo dos seus sonhos é manter o seu CPF regular.

Dessa forma, você deve manter a sua vida financeira equilibrada e organizada, pagando as suas contas em dia, evitando gastos além do que suas receitas podem cobrir.

Ao saber que quem tem nome sujo pode fazer concurso, embora possa ter problemas no momento da posse ou ainda na investigação social, se você for fazer alguma prova e está nessa condição, tente fazer um acordo para não perder a sua vaga.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.